A Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (Ejud-2) homenageou, nessa terça-feira (7), os magistrados que exerceram a direção da escola desde a sua criação. A solenidade, que integra as comemorações dos 25 anos de existência da Ejud-2, aconteceu no Fórum Ruy Barbosa, na capital paulista, e se deu em dois momentos.

O primeiro deles ocorreu nas dependências da escola, no 10ª andar, onde foi instalada uma galeria com fotos de todos os ex-diretores (confira na foto abaixo): José Victório Moro, Renato de Lacerda Paiva, Decio Sebastião Daidone, Yone Frediani, Jane Granzoto Torres da Silva, Lizete Belido Barreto Rocha, Maria Inês M. S. Alves da Cunha, Lilian Gonçalves, Carlos Roberto Husek e Leila Aparecida Chevtchuk. Houve uma cerimônia rápida de descerramento do painel, que contou com a presença de ministros do TST, integrantes do Corpo Diretivo, magistrados e servidores do Tribunal, bem como familiares e amigos dos homenageados.

20180807 Painel de fotos diretores EJUD dest interno 02

Além dos magistrados que exerceram o cargo de direção nesses 25 anos, a servidora que possui o mesmo tempo de casa, Silvia Branda, também foi homenageada. O atual diretor da Ejud-2, desembargador Adalberto Martins, aproveitou a ocasião para destacar que a galeria de fotos não representa apenas os ex-diretores, mas todos aqueles que colaboraram com o desenvolvimento da Escola Judicial ao longo dos anos, como servidores e professores.

O segundo momento da homenagem aconteceu na sequência, no auditório do Fórum, durante a abertura do 5º Ciclo de Formação Continuada de Magistrados do TRT da 2ª Região. Na oportunidade, a servidora e os magistrados que fizeram parte da história da Ejud-2 receberam placas de agradecimento.

Sobre o ciclo de formação

O 5º Ciclo de Formação Continuada, evento que substituiu a antiga Semana Institucional, continua até esta sexta (10). O objetivo é promover o debate sobre temas relacionados ao universo do trabalho e garantir a carga horária mínima exigida normativamente aos magistrados.

Na solenidade de abertura, a desembargadora Cândida Alves Leão, representando a presidência do Tribunal, comentou o que espera do evento. “Que todos saiamos daqui melhor aparelhados, reciclados, na questão que nos é mais cara, que é julgar e procurar fazer justiça”.

O ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST) Luiz Philippe Vieira de Mello Filho proferiu a palestra inicial do ciclo, e trouxe à tona o assunto reforma trabalhista. O chefe do Ministério Público do Trabalho (MPT) da 2ª Região, Erick Vinícius Schramm, destacou a importância da presença de ministros do TST para debaterem o assunto. “A reforma trabalhista continua em voga, e nós estamos vivendo aqui uma ruptura sem precedente. Não sabemos ainda ao certo, embora imaginemos, todas as consequências”, observou o procurador.

A trajetória da Ejud-2

Reunir palestrantes de excelência é apenas um dos desafios dos gestores da Escola Judicial. Criada pela Resolução Administrativa nº 1/1993, ela tem por atribuição realizar a formação inicial e continuada de magistrados e servidores do TRT-2.

O vice-presidente do TST, ministro Renato de Lacerda Paiva, que foi diretor da Ejud no biênio 1996/1998, destacou a importância da dedicação dos colegas que dirigiram a escola, e foi enfático ao falar sobre a importância de resgatar a memória da instituição. “É conhecendo o passado que nós conhecemos melhor o presente”.

Sobre a atual gestão da Ejud-2, o desembargador Adalberto enalteceu o trabalho de seus antecessores e do conselho consultivo do biênio em curso (2016/2018), que sempre colaborou com as diversas ações de formação e atribuições da escola. “Aceitamos humildemente as críticas, porque sabemos que não fizemos tudo. Mas acreditem: em tudo fizemos o melhor possível”, finalizou.

No último dia 1º, o desembargador Sergio Pinto Martins foi eleito o novo diretor da Escola Judicial do TRT-2. A posse será no dia 1º de outubro.

camera icon 1
Clique acima para ver o álbum de fotos do evento.

Texto: Karina Marsaiolli; Fotos: Décio Samezima – Secom/TRT-2